Horóscopo do vinho

Não sabe qual vinho oferecer ao amigo de presente? Então seja bem vindo a ideia de deixar as estrelas decidirem por você!

horóscopo1

Abordado por uma amiga me perguntando qual vinho deveria beber em seu aniversário de 32 anos, fiquei meio inseguro de aconselhar um vinho qualquer a uma pessoa que sabia não ser assim uma  frequente consumidora.

Mas como conheço muito bem os seus costumes e sei de suas paixões por numerologia, búzios e astrologia, decido estudar melhor seu “mapa astral” e tentar ir ao encontro de suas crenças e alegrias.

Não sou muito uma pessoa adepta de horóscopos e muito pouco ligado às “linhas do tempo da mão”, mas por um bom amigo chego mesmo a estender o braço inteiro se for preciso. Numa boa!

Sendo mais ligado em fatos de verdade  e estudos psicológicos, sei apenas que alguma coisa acontece com a gente aos 30 anos que passamos a gostar de coisas que aos 20 anos nem ao menos olhávamos. E se antes minha amiga me achava um “bruxo” pelo fato de encontrar sabores complexos numa “taça de cristal” e as vezes via um arco íris de cores dentro de um tinto qualquer, então pensei mesmo que chegava a minha vez de lhe retribuir o favor.

Devo confessar que achei muito interessante essas “previsões” de signos e tal. Pois a amiga em questão divide comigo o mesmo ano de nascimento, 1980, sendo eu de Câncer e ela de Sagitário e, ao ler a nossa “sorte de hoje”, dizia na revista de signos assim:

As pessoas que são nascidas sob o signo de Câncer são intuitivas, perspicazes e bem humoradas (sorri na hora ao ler isso), podem ser por vezes introvertidas e sonhadoras. Dão muita importância ao lar e a velhos amigos. São leais e cautelosos, gostam de estabilidade sendo por vezes conservadores!

Bingo! Uma vez mapeado o futuro enológico de minha amiga, baseado num perfil que sugeria em nossos signos, escolho um vinho que representasse todas aquelas “vibes” e lhe mando de presente numa caixa rústica da própria garrafa.

No outro dia recebo um e-mail que dizia assim:

– Querido amigo, como você acertou?? Tinhas mesmo razão, pois meu noivo me falou novamente as mesmas coisas quanto às “leves notas de baunilha e chocolate” neste tinto que me mandou no jantar! Adorei o presente e quero saber mais sobre vinhos. Muito abrigada!

Eu sorrindo, respondi apenas assim a ela:

– Querida amiga, Abracadabra…

Bye e até breve,

David Chaves Saraiva.

Anúncios

Comida japonesa e vinho combinam?

Daniel Miranda

Antigamente nós nunca imaginaríamos que em uma matéria sobre vinhos, falaríamos sobre harmonização com pratos asiáticos. Mas hoje em dia, com o aumento do consumo da bebida no Brasil e do número de restaurantes deste segmento, os clientes passaram a pedir vinho em restaurantes japoneses.

Devido a essa mudança, aqui vai uma dica: vá de vinho branco! Como torrontés e sauvignon blanc. Se exagerar no shoyu, peça um branco de acidez mais elevada. Mas tome muito cuidado com temperos fortes, principalmente gengibre e wasabi! No caso do gengibre sugiro vinho da uva Gewürztramine, que possui aroma e notas de lichia e arroz. Se não tiver, vá de espumante.

Se você prefere vinho tinto, sugiro um Pinot Noir ou até mesmo um Rosé para acompanhar um bom “japa”!

Descomplicando o serviço de vinhos

Daniel Miranda 

Elaboramos um curso que descomplica o serviço de vinho para que você se sinta ainda mais seguro ao abrir e servir uma garrafa em casa ou no seu restaurante.

Neste curso, falamos sobre a harmonização dos vinhos mais conhecidos; técnicas de decantação de vinhos de guarda; o passo a passo de um serviço de excelência de vinhos tinto, branco, rosé e champagne, além de técnicas de venda.

• Descomplicando o serviço de vinho
• Harmonização
• Decantação de vinhos de guarda
• Serviço de vinhos – branco, tinto e rosé
• Serviço de Champagne

Dê só uma olhada no teaser do curso abaixo!