H15 Boutique Hotel Varsóvia

A cena hoteleira polonesa não é exatamente palpitante. Contudo – e por isso mesmo – um novíssimo hotel no centro de Varsóvia vem sendo decantado em prosa e verso por publicações de respeito como o Guia Michelin e a Forbes, além do pessoal do Trip Advisor. Membro da Design Hotels, o H15 Boutique Hotel fica num prédio do século XIX cheio de significado histórico: já foi embaixada da URSS antes da Segunda Guerra e escapou da destruição por servir de quartel-general alemão durante a ocupação da Polônia. O atual proprietário, Grzegorz Rygiel, foi responsável pela restauração da Grand Central de NY em 1996. Não é de se admirar, portanto, que esse hotel de 46 quartos tenha ficado podre de chique. A decoração mistura elementos contemporâneos e retrô de temática soviética, e cada quarto tem uma identidade própria graças à pop art da artista polonesa Rita Zimmerman. O charme extra fica por conta das áreas públicas, com décor em preto e branco e um pátio interno que abriga o lobby todo coberto de vidro. Diárias em torno de 370 reais.

H15post-11

Lobby

Lobby

Suíte 1

Suíte 1

Suíte 2

Suíte 2

Restaurante

Restaurante

Anúncios

Pop up concierge em Ibiza

IBZ14

Paraíso dos hippy chics e dos festeiros inveterados, Ibiza ganhou um serviço pop-up pra deixar membros de qualquer tribo felizes e programados. Chama-se Mr.Sykes´Modern Concierge, que promete esquentar ainda mais o verão da ilha espanhola ao satisfazer os desejos de quem assinar o #IBZ14 até o último dia de setembro. Por desejos a gente quer dizer acesso às festas mais badaladas, aluguel (em cima da hora) de villas de luxo, carros, segurança privada, terapias holísticas, ioga, etc. etc. etc… O dono da ideia, empresário e DJ Rob Sykes, também se juntou com a cia. de jatos privados Air Partner pra garantir opções mais fáceis de acesso a Ibiza. Toda semana, o Mr.Sykes´Modern Concierge publica uma lista dos jatinhos saindo de países europeus pra ilha com lugares vagos a preços mais convidativos do que em voos comerciais.

Ibiza vista de cima

Ibiza vista de cima

 

Air Partner: jatinhos voam de países europeus até a ilha

Air Partner: jatinhos voam de países europeus até a ilha

 

Paris ganha rua gourmet

La Jeune Rue, Paris

La Jeune Rue. Já ouvir falar? Trata-se do novo projeto do milionário investidor francês Cédric Naudon, que mistura comida, bebida e design ao longo da Rue du Vertbois em Paris. Dono do restô Sergent Recruteur, Naudon comprou 25 lojas da rua no Marais que foram confiadas a célebres designers para se transformarem em points gastronômicos onde qualquer um pode ter acesso a produtos frescos e sustentáveis. Atenção para alguns dos nomes do time: Irmãos Campana (bistrot e restaurante de frutos do mar), Tom Dixon (L´épicerie & La Poissonnerie), Ingo Maurer (Speakeasy), Patricia Urquiola (restaurante italiano), e por aí vai. Por enquanto nem tudo está de portas abertas, só o açougue (projeto de Michele de Lucchi), o bar de ostras (Ramy Fischler) e um street food de cozinha coreana (Paola Navone). Até 2015 espera-se que todas as lojas estejam a todo vapor nessa jovem rua, incluindo o cinema e a galeria de arte.

La Jeune Rue: projeto prevê quase 30 lojas no Marais

La Jeune Rue: projeto prevê 25 lojas de gastronomia e design no Marais

Templo budista vira hotel boutique

BN-BA377_mag021_P_20140108135705

Visitar museus, templos e outros pontos históricos são coisas que todo mundo faz quando está passando férias em alguma cidade bacana. E às vezes o hotel fica só pra tomar o café da manhã e dormir, certo? Por isso a gente ficou tão encantado com o The Temple, um hotel em Pequim/Beijing que já é uma senhora atração turística. Construído há 600 anos perto da Cidade Proibida, o lugar foi por muito tempo um importante templo budista, teve prédios anexados depois da Revolução Chinesa e até já abrigou uma fábrica de aparelhos de televisão. O mais novo capítulo dessa história começou há poucos anos, quando o empreendedor belga Juan van Wassenhove e seus dois sócios (um deles o produtor de cinema chinês Lin Fan) descobriram a preciosidade e cortaram um dobrado pra convencer o governo comunista a autorizar a instalação de um boutique hotel. O lugar tem apenas oito quartos – os antigos aposentos dos monges — e a joia da coroa é o “Main Hall of Zhizhusi”, ou Templo da Sabedoria, que acabou sendo tombado pelas autoridades chinesas. A UNESCO também o reconheceu como um dos patrimônios históricos mais bem preservados da Ásia. Entre os outros highlights, arte chinesa, aulas de ioga, uma cama de ópio e o restaurante francês comandado por Ignace Lecleir, que já gerenciou o Daniel de NY. Diárias a partir de 717 reais.

Entrada do Templo da Sabedoria

Entrada do Templo da Sabedoria

Salão do hotel

Salão do hotel

Cama de ópio

Cama de ópio

 

 

Chá das 5 diferente

dsc_0026v4

Um hotel londrino conseguiu juntar duas das maiores instituições inglesas pra deixar o tradicional chá das 5 mais divertido. O Dukes St.James criou o G&Tea, que consiste em servir gim com infusão do chá Earl Grey ou Black Vanilla. A novidade vem na versão gelada, com tônica, ou como punch quente para os dias mais frios. O G&Tea, devidamente acompanhado de todas aquelas maravilhosas guloseimas engordativas (finger sandwiches, docinhos e scones) custa 35 libras, ou 130 reais, por pessoa.