Turismo alavanca a economia

Daniel Miranda

De acordo com números do IBGE, a hotelaria e o turismo foram os principais responsáveis por manter a taxa de emprego em alta no início deste ano. Mesmo com a economia brasileira não tão acelerada, somente no Rio, o setor de serviços abriu 83 mil vagas a mais do que no início do ano passado. A taxa de desemprego no país foi a mais baixa registrada nos últimos 10 anos! O Brasil realmente está na crista da onda. Só de pensar que a há alguns anos atrás, os hotéis tinham baixa e alta temporada. Hoje isso não existe mais. No Rio, a taxa de ocupação média ultrapassa os 80% durante o ano.

concierge (1)

Anúncios

Os novos hotéis mais “quentes” de 2013

Os melhores hotéis que abrirão este ano são maiores, mais brilhantes e luxuosos do que seus colegas de 2012.

1. Mukul Resort & Spa, Nicaragua

mukul-golf-course-aerial.-courtesy-mukul

Abertura: Fevereiro 2013

Parte do Guacalito de la Isla, este eco-resort é composto por mais de 4 quilômetros da intocada Costa do Pacífico. Mukul acabou de abrir, mas já é um benchmark para o luxo em Nicarágua.

2. Anantara Xishuangbanna Resort & Spa, China

anantara-xixuangbanna.-courtesy-anantara

Abertura: Fevereiro de 2013

Este é o primeiro hotel 5 estrelas na região de Xishuangbanna, sul da China. Província de Yunnan, Anantara foi construído em uma curva de varredura do Rio Luosuo, com 105 quartos e villas com vista para a floresta tropical.

3. Nobu Hotel, Caesars Palace, Las Vegas

nobu_king_windowview_courtesy-caesars-entertainment

Abertura: Fevereiro de 2013

O ator e hoteleiro Robert De Niro, o produtor de cinema Mier Teper e o notável chef Nobu Matsuhisa estão por trás dessa recém-inaugurado hotel em Las Vegas. O Hotel Nobu será relativamente pequeno em comparação com o Caesar Palace, que é adjacente: o hotel, o primeiro de seu tipo, terá 181 quartos com inspiração japonesa, conceituado pelo designer David Rockwell.

4. W Guangzhou, China

w-guangzhou-exterior.-courtesy-w-hotels

Abertura: Março de 2013

O primeiro W Hotel na China abre em 12 de março com toda pizzazz que podemos esperar da marca Starwood.

O hotel inclue um loft de quatro andares de vidro iluminados por cordões de fibras ópticas de luz. Bem-vindo ao WooBar.

5. Mandarin Oriental Pudong, Shanghai

mandarin-oriental-pudong.-courtesy-mandarin-oriental

Abertura: Abril de 2013

O Mandarin Oriental Hotel Group não economizou em seu mais novo projeto que deverá abrir no início de abril.

Localizado na crescente Xangai, na margem leste do rio Huangpu, a propriedade une estilo asiático com um toque moderno imaginável.

MITOS E VERDADES SOBRE O VINHO

Gostaria de tentar esclarecer meu ponto de vista sobre esse assunto que aceitei o desafio de trazer uma ideia nova aos nossos amigos do Hypersaber. Sem uma abordagem difícil, de entendimento complicado e linguagem rebuscada que o próprio assunto exige por vezes. Falar de vinho e mesmo escrever sobre o assunto não é nada muito fácil de fazer, mas nem por isso deve ser chato, repetitivo e extremamente técnico de se comentar.

vinho-tinto

Por isso aceitei o convite de Daniel Miranda e tentar com palavras fáceis passar um pouco da experiência do dia a dia e mostrar o que meus olhos enxergam sobre essa enigmática bebida. Começo perguntando aos amigos leitores do Blog se precisamos de mais livros sobre Vinhos no mundo. Vocês acham realmente que algum livro ou professor ensinarão os amigos a ler as notas dos vinhos? Acha possível alguém saber ao certo o que determinado vinho traz? Vocês acham possível o sabor encontrado por um especialista ser o mesmo encontrado por vocês em seus primeiros encontros com o vinho? Parabéns! Pois vocês acabam de descobrir uma apurada sensibilidade que poucos, acreditem poucos connoisseurs,  obtêm com largos anos de experiências.

Algumas vezes sou abordado por amigos, parentes e apreciadores iniciando no mundo vínico me perguntando o que difere um vinho de outro. Prefiro a abordagem mais suave e digo apenas que o vinho se difere por sua capacidade de despertar o interesse em quem o degusta, pois o bom vinho evolui com o tempo.

O bom vinho não traz certezas e sim dúvidas. Não traz entendimento, mas suscita aos questionamentos e é para mim o maior desfio! O vinho significa prazer, divertimento, família, momentos, amigos e não uma data de coisas que requer livros e aprendizados como medicina ou arquitetura. Vinhos são experiências com o experimentar! São sensações pessoais, não referências ditadas ou copiadas, pois o mesmo vinho que degusta com alguém em especial ao certo não seria a mesma sensação ao degusta-lo sozinho.

Sim! O vinho se torna bem mais prazeroso, com a capacidade de seus apreciadores de ler suas mensagens subliminares e isso vem com a experiência, anos, prática e não com aulas apenas. Penso que o verdadeiro significado do vinho não poderá nunca ser capturado numa taça de cristal qualquer. Por isso, comecei minha jornada em viagens para tentar conhecer um pouco melhor as terras onde nascem as uvas, as Caves onde transformam o suco em vinho e onde descansa o mosto. As mãos e mentes que fazem os trabalhos e tomam as decisões e daí então tirar minhas próprias conclusões, precipitadas ou não, mas francas, sem repetir o quê ouvimos.

Vejo uma tarefa difícil sempre quando me pedem um conselho de um ‘bom vinho’. E pra isso, sempre digo o mais fácil a dizer: bom vinho é o escolhido diante daquilo que você espera encontrar. O bom vinho pode ser aquele que saio a procura e não o encontro, me surpreendendo quando levo um outro qualquer e o mesmo me prende por sua enigmática capacidade de substituir o outro.

Na França, brevemente, iremos juntos para ver com nossos olhos o que difere excelentes castas, terroir e história vínica de contos, de modas e vaidades.

Bye até breve,

David Chaves Saraiva.

Colaborador Vs Funcionário

Daniel Miranda

Ontem em sala, fomos perguntados sobre a diferença entre colaborador e funcionário. O mais bacana dessa pergunta não é a resposta em si, mas em qual categoria você se encaixa. “Colaborador” é um termo muito utilizado por empresas hoje em dia e na hotelaria não é diferente. A própria palavra já passa a imagem de uma pessoa que colabora com a empresa, que veste a camisa, que traz soluções no lugar de problemas. Mas por onde passamos vemos pessoas que se encaixam mais no perfil “funcionário”: reclamam do trajeto casa-trabalho antes mesmo de dar bom dia, nunca estão satisfeitas com a cadeira que sentam, com o horário de trabalho ou querem ser promovidas dois meses após contratadas. Pessoas que tornam o ambiente mais pesado e que, por vezes, chegam a falar isso para o próprio cliente! “Hoje está difícil… faltaram alguns da equipe e eu estou sobrecarregado… Está complicado…” Se é justamente a “experiência única” que queremos vender ao hóspede, como podemos passar essa imagem negativa? Na hotelaria temos que ser todos COLABORADORES de um mesmo time. E você, em qual perfil se encaixa?

teamwork

A importância da Governança

Ao contrário do restaurante do hotel, onde o serviço é sempre presente, o trabalho da Governança, também chamada de Housekeeping, é praticamente imperceptível aos olhos dos hóspedes.

Housekeeper

Entretanto, a importância desse departamento é inversamente proporcional à sua visibilidade, como explica Jonas Schuermann, o Gerente Geral de um dos mais luxuosos e tradicionais hotéis do mundo, o Mandarin Oriental Hong Kong. Segundo Schuermann, as camareiras e supervisoras de andar da Governança, com discrição e elegância, são as grandes responsáveis por identificar as preferências dos hóspedes e garantir um atendimento altamente personalizado.